Vagas Disponíveis

Preencha corretamente os campos abaixo para que verifiquemos a disponibilidade de vagas:

Pousada do Príncipe | Família Real
15129
page,page-id-15129,page-template-default,ajax_fade,page_not_loaded,boxed,,qode-title-hidden,side_menu_slide_from_right,qode-theme-ver-8.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive
banner-real

A família imperial brasileira teve sua origem na família real portuguesa, descendendo diretamente da Casa de Bragança, em comunhão com as casas de Habsburgo e Bourbon. Foi a soberana do Império do Brasil desde a sua fundação em 1822 até 1889 quando foi proclamada a república brasileira.

arvore
brasao-real

O BRASÃO DA FAMÍLIA REAL

O brasão imperial foi primeiramente utilizado como insígnia do estandarte pessoal do príncipe real do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, criado pelo pintor francês Jean Baptiste Debret a pedido de D. Pedro de Alcântara, já como príncipe-regente. O título fora criado por seu pai, D. João VI, para indicar os herdeiros aparentes do trono português, em substituição ao antigo título de príncipe do Brasil. Pouquíssimo tempo foi transcorrido entre a criação do estandarte principesco e a declaração de independência do Brasil. Entre setembro e dezembro de 1822, o brasão foi encimado por coroa real, visto que se planejava manter a condição do Brasil como reino, ainda que independente. Apenas com a sagração de D. Pedro como imperador, no final daquele ano, que se substituiu aquela por uma coroa imperial.

 

O Brasão do Império do Brasil, foi oficializado por um decreto imperial datado de 18 de Setembro de 1822.

O brasão mantinha diversos elementos lusitanos, denotando o vínculo histórico que ainda se reconhecia com a antiga metrópole. A esfera armilar, utilizada desde o século XVII no estandarte pessoal dos príncipes do Brasil, foi mantida como emblema do País. A cruz da Ordem de Cristo, que já encimava o dístico da antiga bandeira principesca, foi mantida por trás da esfera. Em verdade, a combinação da cruz da Ordem de Cristo sob a esfera armilar já vinha sendo usada no Brasil desde, pelo menos, 1700, no anverso das moedas cunhadas em Salvador, quando a colônia foi elevada a principado.

Como inovação, costuma-se apresentar o listel azul orlado de prata, carregado de dezenove estrelas igualmente prateadas, a representar as províncias de então. Outras fontes dizem contudo, que essa solução encontrada para simbolizar as províncias do Brasil já havia sido utilizada em uma obra: a portada da igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, esculpida por Aleijadinho há pelo menos quarenta anos antes da Independência.

Veja abaixo os símbolos que compõem o Brasão do Império do Brasil.

coroa

Coroa Imperial

brasao-ing

Brasão em Estilo Inglês

listel

Listel com 20 estrelas Prateadas

cruz-ordem

Cruz da Ordem de Cristo

armilar

Esfera Armilar

laco

Laço

ramo-cafe

Ramo de Café Frutificado

ramo-tabaco

Ramo de Tabaco Florido